Maratona BTT Cidade de Albergaria

27 de Abril - 2014

Banner

As previsões meteorológicas não enganavam e estavam mais perto da certeza do que propriamente da previsão. Estamos também desconfiados que as horas de tempestade coincidentes com o horário da prova foi uma trama proveniente de uma cartelização ao nível das lojas e fabricantes de pastilhas para que fosse obtido um lucro fácil após a prova. Assim sendo, pelo menos para os nossos “dealers” velocipédicos esta prova teve um balanço po$itivo. Mas não só.
Apesar das rajadas fortes de vento, da lama, das poças, da areia, dos regos e quejandos que nos obrigaram a perceber que o equilibrismo não é uma actividade circense fácil, a prova foi extremamente divertida! Porque os trilhos foram bem escolhidos, alternando entre vários tipos de terreno num combate à monotonia onde rolámos, trilhámos singletracks, patinámos numas picadas ou até mesmo – e para nosso grande desgosto – experimentámos as amarguras duma zona demasiado arenosa para os nossos buggies.
As marcações eram suficientes apesar do clima tempestuoso obrigar a uma redobrada atenção sempre que conseguíamos abrir os olhos por entre a chuva e os salpicos de lama. Apenas um apontamento para algo que a organização poderia ter tentado controlar mas que também percebemos ser difícil de o cumprir a 100%: os participantes que conheciam bem a zona e que tiraram partido de alguns atalhos, falseando um pouco a tabela classificativa. De qualquer forma, ficará sempre à consciência de cada um quando olhar para tal troféu colocado orgulhosamente por cima da lareira na sua sala de estar, e o “golpe” será também recordado.
A eficácia a que já nos habituaram os Bombeiros Voluntários e seus colaboradores manteve-se quer ao nível de secretariado quer na organização da partida, chegada, banhos e almoço (óptimo por sinal).  Muito staff nos cruzamentos garantiu sempre a segurança dos participantes nas partes em que se usavam as rodovias.
Registo de tempos e disponibilização das classificações também muito rápida, tanto no local como no site dedicado ao evento. Um outro ponto positivo vai para as bicicletas de cycling que providenciaram aos participantes um pequeno aquecimento antes de enfrentar a adversidade climática.
Nem o mau tempo contrariou os mais astutos e prova desenrolou-se num ritmo forte, com uma conveniente parte inicial em alcatrão que serviu para esticar o pelotão antes da entrada em terra. As quedas e problemas mecânicos que afectaram vários participantes são “osssos do ofício” numa modalidade deste género.
O balanço global é extremamente positivo, num evento onde se juntou o útil de ajudar os Bombeiros ao agradável de desfrutarmos mais um dia em grande de btt.

Os nossos registos:
4º BRUNO COSTA 02:04:54
5º PEDRO PINHEIRO 02:05:03
39º RENATO SOARES 02:28:12
55º HUGO SOARES 02:33:52

 

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.